logo

Segunda fase do projeto

Seleção de dados

Os termos e expressões indexados na coleta gerou um número exorbitante de dados que passaram por uma série de seleções. A primeira seleção, que visava a relação entre a propaganda televisiva e o Twitter, constitui-se da concatenação dos termos e expressões pertinentes a um mesmo assunto em relação a cada um dos candidatos, gerando-se tabelas como, por exemplo, a Tabela 1 – Agendamento propaganda televisiva Dilma Rousseff (PT):

Propaganda Dilma

Atentando-se para a questão do Astroturfing, selecionaram-se palavras/expressões se, e somente se, atreladas a termo de identificação do candidato ao qual se refere (nome, sobrenome ou ambos). Além disso, nessa fase foi necessária correção do banco de dados para caracteres especiais e algumas falhas de armazenamento.

Considerando que, dentre outras características estudadas (se possível, colocar link para publicações), o Astroturfing é um vetor artificial no fluxo comunicacional, necessariamente relacionado à campanha dos candidatos, o número de perfis foi reduzido considerando a relação com o agendamento da propaganda televisiva e o uso dos perfis.

Assim, foram considerados os perfis indexados a partir das palavras/expressões coletadas em função da propaganda televisiva e, dentre eles, aquelas com data de criação a partir de 11 de setembro de 2010, coincidindo com a primeira postagem, somada à exclusão ou inatividade a partir de novembro de 2010.

seleção de dados

Apresentação e análise de dados

No que diz respeito à relação entre propaganda televisiva e Twitter, no caso de Dilma e Serra identificou-se com frequência significativa coincidência do aumento de mensagens incluindo os termos/expressões com a data de veiculação.

No caso dos termos/expressões ligados à candidata Dilma Rousseff (PT), tais coincidências implicavam em preponderância das mensagens do tipo retweet, à exemplo do que é percebido na Figura 1, e no caso do candidato José Serra (PSDB), dos tipos tweet e retweet como, por exemplo, em relação aos termos “Dirceu” e “Mensalão”, demonstrados na Figura 2.

PAC Dilma Figura 1 Serra Dirceu Mensalão Figura 2

Já em relação aos termos/expressões ligados à candidata Marina Silva (PV), identificou-se menor índice de coincidência entre a propaganda televisiva e aumento das mensagens, dentre as quais há, diferentemente dos casos de Dilma e Serra, maior número do tipo reply, à exemplo da expressão “Segundo Turno” demonstrada na Figura 3.

Figura Marina Figura 3

No que tange os três candidatos, o único fator que parece ter influenciado o aumento do número de mensagens no Twitter sem guardar índice de relação com a propaganda televisiva foi a proximidade da data de votação, com ênfase nos tipos tweet e retweet.

Já em relação aos perfis que se enquadraram em todos os parâmetros de Astroturfing, a maior parte teve o perfil excluído e não inativo, como demonstrado na Tabela 2.

Astroturfing

Diversos perfis que seguiam os denominados Astroturfing, mas não foram enquadrados pela totalidade dos parâmetros foram excluídos ou ficaram inativos e, ainda, os que restam são, preponderantemente, comerciais. Dentre os perfis seguidos, a maior parte apresenta posicionamento político explícito ou é comercial e não foi excluído (exceto nos casos em que os perfis indicados como Astroturfing eram seguidos/seguidores entre si).

Em relação aos tipos de mensagens utilizadas pelos perfis Astroturfing, na Tabela 3 é possível verificá-los, considerando que a indicação (1) corresponde às mensagens enviadas pelos perfis e (2) enviadas por outros, mas relacionados à eles.

Astroturfing

É possível verificar que em seis perfis, os tweets são de 95 a 100% das mensagens. Em 7 perfis, os retweets são 30 a 50% das mensagens. Em 1 perfil, identificou-se 40% de tweet e 60% de reply.

À propósito da identificação de Astroturfing, há indícios de tentativa de influência da dinâmica do fluxo comunicacional no Twitter, cuja relação com o Agendamento não é passível de ser constatada neste projeto. O limite, dada a estruturação metodológica elaborada, foi a verificação das sub-redes que incluíam os perfis destacados (de Astro01 a Astro14).

Sobre tal delimitação, ainda que as características entre os perfis indicados apresentem algumas variações, há padrões que evidenciam a artificialidade da ação Astroturfing percebidas em todos os casos.

apresentação e análise de dados

Nossa equipe - 2ª fase

Além da seleção, descrição e análise dos dados, a segunda fase incluiu também o fechamento do relatório enviado ao CNPq. Os membros participantes da segunda fase foram:

foto Walter

Coordenador do projeto

:: Prof. Dr. Walter Lima

Doutor em Ciências da Comunicação pela ECA/USP (2003), com pós-doutorado na Universidade Metodista de São Paulo. Pioneiro em conteúdo jornalístico de Internet no Brasil, editor de Caderno de Informática e ex-assessor de Imprensa da USP. Consultor ad hoc da FAPESP. member da Cognitive Science Society e do Grupo de Ciência Cognitiva da USP. Líder do grupo de pesquisa Tecccog - Tecnologia, Comunicação e Ciência Cognitiva. Orienta trabalhos de mestrado e doutorado relacionados às tecnologias de comunicação e cognição e às mídias digitais e redes sociais. Pesquisador PQ 2 do CNPq. E-mail: walterlima@pq.cnpq.br - Twitter: @walter_lima

foto Amanda

Pesquisadora

:: Amanda Luiza S. Pereira

Formada em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda), doutoranda em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo, member do grupo de pesquisa Tecnologia, Comunicação e Ciência Cognitiva. Na primeira fase do projeto realizou coleta de dados. E-mail: amanda.luiza@gmail.com

foto Diego

Pesquisador

:: Diego Sieg

Jornalista com foco em dados, desenvolvedor web, analista de dados, consultor de inovação em produtos digitais e empreendedor. Há mais de 8 anos, cruza as áreas de comunicação, tecnologia, design e negócios. É apaixonado por processos lean, métodos ágeis e participa com frequência de hackathons. Atualmente, participa de projetos incríveis na designa.com.br. É pós graduado em Teorias e Práticas da Comunicação, pela Faculdade Cásper Líbero. No NeoFluxo, foi responsável pelo encaminhamento tecnológico do projeto, design e desenvolvimento do website. E-mail: diegosieg@gmail.com - Twitter: @diegosieg

foto Rafael

Pesquisador

:: Rafael Vergili

Doutorando em Ciências da Comunicação pela ECA/USP e mestre em Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero. Participou das fases de planejamento e coleta de dados na primeira fase do Projeto Neofluxo. É pesquisador do Tecccog (Tecnologia, Comunicação e Ciência Cognitiva), possui experiência na área de Assessoria de Imprensa e integra o corpo de jurados do Prêmio ABRP. Paralelamente, dedica-se ao estudo da inter-relação entre tecnologia, educação e práticas dos profissionais de Relações Públicas. E-mail: rvergili@gmail.com